Inscrições abertas para concurso internacional de fotojornalismo

Nova edição do concurso que homenageia o jornalista russo Andrei Stenin, morto durante cobertura na Ucrânia, recebe inscrições até o dia 28 de fevereiro

photo-256887_1280
Profissionais de 18 a 33 anos podem participar da competição

25 de janeiro de 2019 — Fotografia

Jovens profissionais de 18 a 33 anos podem participar de concurso de fotojornalismo patrocinado pela Unesco. O Andrei Stenin International Press Photo Contest vai dar prêmios de até 700 mil rublos, aproximadamente 40 mil reais, aos vencedores da competição. As inscrições, que são gratuitas, vão até o dia 28 de fevereiro.

Para se candidatar, basta enviar para o site do concurso fotos e formulário de cadastro. O edital conta com as seguintes categorias : “top news”, “meu planeta”, “esportes”, “retrato. Um herói do nosso tempo” e “inspiração”. Cada candidato pode enviar apenas uma foto, ou uma série de até 12 imagens, por categoria.

O grande prêmio da competição vale 700 mil rublos, o equivalente a cerca de 40 mil reais. Ainda há prêmios de 100 mil rublos (aproximadamente R$5.700), 75 mil rublos (≅ R$4.200) e 50 mil rublos ( ≅ R$ 2.800) para os três primeiros colocados de cada categoria. O concurso é voltado a fotógrafos profissionais.

A iniciativa, patrocinada pela Unesco, é uma homenagem ao jornalista russo Andrei Stenin, morto durante cobertura na Ucrânia em 2014.

Para mais informações, clique aqui ( em inglês).

Não quer perder nenhuma dica de fotografia? Acesse e curta a fanpage do blog.

 

Anúncios

Unesco lança concurso de fotografia que homenageia jornalistas

A organização convoca fotógrafos profissionais a enviar imagens que ilustrem o trabalho da imprensa; inscrições até 15 de julho

jornalista_imprensa_liberdade de expressão
Objetivo do concurso da Unesco é valorizar o trabalho jornalístico e promover a liberdade de expressão

21 de junho de 2018 – Fotografia 

A Unesco convida fotógrafos profissionais de todo o mundo a enviar imagens que ilustrem a rotina de jornalistas. As fotos selecionadas vão ser compradas pela instituição. Inscrições até 15 de julho.

Cada candidato pode enviar até 12 fotografias, que devem ser a cores e ter uma resolução de ao menos 350 dpi e tamanho mínimo A4. As imagens vão ser avaliadas segundo critérios como qualidade artística, criatividade e originalidade.

É necessário legendar cada imagem em inglês ou francês, indicando lugar, data e tema, bem como o preço da foto. As propostas devem ser enviadas para IDEI@unesco.org.

O objetivo do concurso é aumentar a conscientização sobre a importância do trabalho  dos jornalistas e promover a liberdade de expressão.

Mais informações, aqui ( em inglês).

Quer sugerir um tema para o próximo post? Escreva sugestões nos comentários! 

 

Fotógrafo preso no Egito é homenageado pela Unesco

Mahmoud Abou Zeid foi detido em 2013 durante cobertura de protesto no Cairo; conheça algumas fotos do artista

shawkan360
O fotógrafo Mahmoud Abou Zeid. Fonte: Committee to Protect Journalists.

25 de abril de 2018 – Fotografia 

O fotógrafo egípcio Mahmoud Abou Zeid ganhou da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco) o Prêmio Mundial de Liberdade de Imprensa Guillermo Cano nesta última segunda-feira, 23.

O repórter, conhecido como Shawkan, está preso no Egito desde 14 de agosto de 2013 após cobrir um protesto de manifestantes da Irmandade Muçulmana, no Cairo.

Em nota, a Unesco divulgou que o prêmio é uma tentativa de homenagear a coragem, a resistência e o compromisso do fotógrafo com a liberdade de expressão.

A chancelaria do Egito, que considera Shawkan um terrorista, lamentou a premiação e a “politização” da organização internacional.

Confira fotos de Shawkan:

In 2011, Tahrir Square filled with protesters demanding the ouster of President Hosni Mubarak and calling for bread, freedom, and social justice.
Manifestação na Praça Tahrir, no Cairo, contra o então presidente Hosni Mubarak (2011). Foto: Mahmoud Abou Zeid.
Morsy's Gone!!
Protestos em Tahrir, no Cairo, 2013. Foto: Mahmoud Abou Zeid.
Graffiti covers a concrete wall built by security forces to prevent protests, downtown Cairo, 2011–12.
Graffiti em muro construído pelas forças de segurança para evitar protestos, no centro do Cairo, 2011-12. Foto: Mahmoud Abou Zeid.

Gostou do artigo? Então compartilhe este texto nas redes sociais! Obrigada por nos acompanhar e até a próxima 🙂