Foto de vírus feita na UFMG é uma das melhores do ano, segundo a Nature

Imagem retrata o Tupanvírus, um dos maiores e mais complexos vírus já descritos; revista escolheu os melhores cliques científicos de 2018

d41586-018-07684-4_16331680
Tupanvírus. Centro de Microscopia da UFMG.

21 de dezembro de 2018 – Fotografia

Uma imagem do Tupanvírus feita na UFMG foi escolhida pela revista internacional Nature como uma das melhores do ano.

O Tupanvírus é encontrado nas amebas e é um dos maiores, mais complexos e mais importantes vírus já descritos.  Segundo o site da UFMG, ele “possui tanto a cauda mais longa quanto o maior conjunto de genes envolvidos na produção de proteínas de qualquer vírus conhecido”.

A fotografia, realizada no Centro de Microscopia da instituição, foi feita a partir da técnica de microscopia eletrônica de varredura.

A Nature seleciona anualmente as fotos mais impressionantes em todo o mundo segundo critérios como a relevância da descoberta e a qualidade e a estética da imagem.

Não quer perder nenhuma dica de fotografia? Acesse e curta a fanpage do blog.

 

 

 

Anúncios

Concurso fotográfico sobre ciência, tecnologia e inovação recebe inscrições

Iniciativa do CNPq vai dar prêmios em dinheiro aos primeiros colocados; inscrições até 18 de janeiro

scarlet-honeyeater-bird-red-feathers
Concurso do CNPq é sobre ambiente natural e antrópico.

23 de novembro de 2018 – Fotografia

Já em sua oitava edição, o Prêmio Fotografia Ciência & Arte convida interessados a apresentarem imagens relacionadas à produção científica brasileira. O concurso vai dar prêmios de até 8 mil reais.  As inscrições são gratuitas e vão até 18 de janeiro.

A disputa é dividida em duas categorias. Na categoria I, valem imagens produzidas com câmeras fotográficas sobre o “ambiente natural e antrópico”. Já imagens realizadas por meio de aparatos especiais, como microscópio, lupa, satélite e ultrassom, devem concorrer na categoria II.

O concurso vai premiar três candidatos por categoria. O primeiro colocado de cada segmento ganha 8 mil reais, o segundo recebe 5 mil reais, e o terceiro, 2 mil.

Podem participar estudantes de graduação e pós, bem como docentes e pesquisadores. Clique aqui para ver as fotografias vencedoras de edições anteriores.

Confira também o edital completo. Para se inscrever, acesse o site da disputa.

Não quer perder nenhuma dica de fotografia? Acesse e curta a fanpage do blog.

 

 

 

As fotografias de Stanley Kubrick: conheça o trabalho que o artista produziu antes de se tornar cineasta

O famoso diretor de cinema foi fotógrafo profissional até 1950 e afirmava que a experiência foi fundamental para sua carreira; confira as fotos

1_BU-dM781mgDUuc-_PY8-9Q
Kubrick e a atriz Faye Emerson, 1950. Stanley Kubrick, photographer, LOOK Magazine Photograph Collection, Library of Congress, Prints & Photographs Division.

16 de novembro de 2018 – Fotografia; Cinema

Nem todo mundo sabe, mas o famoso cineasta Stanley Kubrick (1928 – 1999), conhecido por clássicos como “2001: Uma Odisseia no Espaço”, “O Iluminado” e “Laranja Mecânica”, já foi fotógrafo profissional. Ele trabalhou na revista norte-americana Look, que funcionou em Nova York até 1971, entre os anos de 1945 e 1950.

O apreço pela arte surgiu com o pai, Jacques, que era fotógrafo amador. Stanley ganhou a primeira câmera aos 13 anos e aos 17 vendeu sua primeira foto à revista na qual trabalharia mais tarde. A imagem retrata um homem em uma banca de jornais, desolado com a notícia da morte do presidente Roosevelt. Oficialmente, Stanley trabalhou  na Look entre janeiro de 1947 e setembro de 1950.

tumblr_nj1vzzJvuO1sygg4wo7_1280
Mulher no metrô. Stanley Kubrick, photographer, LOOK Magazine Photograph Collection, Library of Congress, Prints & Photographs Division.

 

Stanley-Kubrick-fotografo-13
Executivo e profissionais do circo, 1948. Stanley Kubrick, photographer, LOOK Magazine Photograph Collection, Library of Congress, Prints & Photographs Division.
378054
O cartunista Peter Arno, 1949. Stanley Kubrick, photographer, LOOK Magazine Photograph Collection, Library of Congress, Prints & Photographs Division.

Com ângulos originais e ótimas composições, o artista registrou centenas de cenas do dia a dia da Big Apple, como pessoas nas ruas, no metrô e os bastidores da vida de artistas e boxeadores.

Além da originalidade em algumas das composições, observa-se também o uso dramático de luzes, o emprego do contramergulho e a presença de um estilo noir, o que também pode ser percebido em alguns de seus primeiros filmes, como “A morte passou por perto“.

rocky-graziano-fotografiado-por-stanley-kubrick
Boxeador Rocky Graziano. Stanley Kubrick, photographer, LOOK Magazine Photograph Collection, Library of Congress, Prints & Photographs Division.
378059
Garoto engraxate. Stanley Kubrick, photographer, LOOK Magazine Photograph Collection, Library of Congress, Prints & Photographs Division.

Em pouco tempo de atuação profissional, o artista produziu cerca de 15 mil negativos e chegou a declarar que a fase na Look correspondeu à graduação universitária que nunca teve. A experiência foi considerada por ele decisiva para a sua formação. Veja mais fotos aqui.

Na carreira cinematográfica, Stanley Kubrick ficou conhecido pela originalidade e pelo perfeccionismo. É considerado um dos mais aclamados diretores do século XX e um dos mais influentes da história. O artista morreu em 1999, na Inglaterra, em decorrência de um ataque cardíaco.

Não quer perder nenhuma dica de fotografia? Acesse e curta a fanpage do blog.

 

 

 

 

 

 

Concurso fotográfico que oferece viagem ao Marrocos recebe inscrições

Vencedor ganha viagem de 10 dias com tudo pago e aprende com o renomado fotógrafo Richard I’Anson; inscrições até 11 de outubro

qatar-1
De Kelly Beckta, imagem faz parte do ensaio vencedor da versão de 2017 do concurso. Série registra pescadores do Catar em ação.

14 de setembro de 2018 – Fotografia

Nesta edição, a World Nomads Scholarship vai dar uma viagem de dez dias com tudo pago ao Marrocos. Além do passeio, o vencedor vai receber a mentoria do fotógrafo Richard I’Anson. As inscrições vão até 11 de outubro.

Podem participar fotógrafos iniciantes. Para se candidatar, é só enviar um ensaio com cinco imagens sobre alguma viagem realizada. É importante legendar as fotos.

Além disso, é necessário escrever um texto de até 1.500 caracteres explicando por que você deve ser o escolhido e o que significaria para você ganhar a bolsa.

Segundo a página oficial do concurso, vai ser escolhido o fotógrafo que mostrar uma história original e marcante por meio de suas imagens. E, é claro, é preciso demonstrar ótima técnica e criatividade na composição.

Para se inscrever e obter mais informações, clique aqui (em inglês).

Gostou da dica? Então curta o post na fanpage do blog!

 

Instituto Moreira Salles oferece bolsa de fotografia

Interessados em investigar a obra de Marc Ferrez podem concorrer a bolsa de R$30 mil; inscrições até 31 de agosto

001_RiobyFerrez_muitosferrez_1920px-1-1024x550
Panorama parcial do Rio de Janeiro, c. 1885. Marc Ferrez/ Coleção Gilberto Ferrez/ Acervo IMS.

10 de agosto de 2018- Fotografia

O Instituto Moreira Salles está com inscrições abertas para seleção que concede uma bolsa de pesquisa em fotografia. A entidade vai financiar projetos sobre a obra do fotógrafo brasileiro Marc Ferrez. A bolsa tem o valor de trinta mil reais. As inscrições são gratuitas e vão até 31 de agosto.

Interessados devem enviar proposta inédita sobre algum dos seguintes temas: “Ferrovias na obra de Marc Ferrez”, “Marc Ferrez, empresário da imagem” e “Marc Ferrez, anos de formação e início de trajetória (1863-1875)”. Podem participar pessoas com título de mestrado. Estrangeiros precisam residir no Brasil há um ano, no mínimo.

A bolsa concedida ao selecionado é de trinta mil reais, pagos em doze parcelas de R$2.500. As atividades de pesquisa acontecerão no Centro Cultural do Instituto Moreira Salles, no Rio de Janeiro.

Marc Ferrez é considerado um dos pioneiros da fotografia no Brasil. Sua obra, que tem importância histórica, documenta o país, e sobretudo o Rio de Janeiro, da segunda metade do século XIX.

Para mais informações, clique aqui.

 

Exposição na CâmeraSete retrata cotidiano da extinta União Soviética

Humor, sensibilidade e subversão estão presentes nas obras de seis fotógrafos soviéticos que retrataram a região na segundo metade do século XX

180727untitled-00041
Exposição ” A União Soviética através da câmera” fica em cartaz até o dia 13 de outubro em Belo Horizonte. Foto: © Ana Oliveira.

03 de agosto de 2018 – Fotografia

Está em cartaz na CâmeraSete a exposição ” A União Soviética através da câmera” , que reúne obras sobre a segundo metade do século XX na região. A exposição acontece até 13 de outubro. A entrada é gratuita.

O apanhado revela olhares inusitados sobre o que acontecia naquelas terras entre a época de Khrushchev e a dissolução da União Soviética em 1991. Cheias de humor, sarcasmo, criatividade e originalidade, as produções são de seis artistas: Leonid Lazarev, Vladimir Lagrange, Yuri Krivonossov, Viktor Akhlomov, Antanas Sutkus e Vladimir Bogdanov.

A temática é variada, de eventos de cunho político a relances do cotidiano, e as obras se destacam pelo caráter por vezes inusitado e divertido. São, em sua maioria, originais e humanistas. Distanciam-se da estética proposta pelos tempos difíceis do stalinismo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Vale a pena notar que, como por muito tempo na União a fotografia foi tida como uma arte menor, foi possível para os fotógrafos afastarem-se um pouco da censura que durante o regime chegou por vezes a acometer outras linguagens, como o cinema. Ainda assim, há fotos que quase causaram a prisão do lituano Antanas Sutkus à época.

No Brasil, a exposição já passou por São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba.

Quem curte fotografia e está em Belo Horizonte não pode perder a oportunidade de acompanhar as imagens de perto.

Serviço

A União Soviética através da câmera

Data: até 13 de outubro. Terça a sábado, das 9h30 às 21h

Local: CâmeraSete – Avenida Afonso Pena, 737, Centro, Belo Horizonte.

Entrada gratuita.

Não quer perder nenhuma dica de fotografia? Acesse e curta a fanpage do blog.

 

Inscrições abertas para concurso de fotografia abstrata

Amadores e profissionais podem participar; inscrições até 5 de agosto

abstract-background-beach-355288
Concurso é oportunidade para tirar fotografias abstratas da gaveta e concorrer a prêmios

13 de julho de 2018 – Fotografia

Quem curte fotografia abstrata pode se inscrever no concurso do The Center for Fine Art Photography, cuja convocatória vai até o dia 5 de agosto. Podem participar profissionais e amadores de qualquer nacionalidade.

As imagens selecionadas vão ser divulgadas e compor exposição física e online. Além disso, dois fotógrafos vão receber prêmios em dinheiro. O trabalho escolhido pelo júri vai levar 400 dólares (cerca de R$1.540). Já o artista selecionado pelo diretor da instituição vai ganhar 200 dólares ( R$ 770 aproximadamente).

Para mais informações e para se inscrever, clique aqui (em inglês).

Não quer perder nenhuma dica de fotografia? Acesse e curta a fanpage do blog.