Parque Municipal de BH sedia exposição internacional de fotografia

Mostra reúne trabalhos de artistas  nacionais e estrangeiros até 3 de setembro; iniciativa faz parte do FIF 2017

FIF 6
The Struggle for Democracy ( detalhe), Graeme Willians. Trabalho de artista sul africano faz parte da exposição exibida no Parque Municipal. Foto: © Ana Oliveira.

27 de julho de 2017 – Fotografia 

Está em exposição até 3 de setembro no Parque Municipal Américo Renné Giannetti parte da Grande Exposição Internacional do FIF, o Festival Internacional de Fotografia de Belo Horizonte. Com a temática “Política das Imagens”, a mostra reúne trabalhos  dos artistas Anastasia Samoylova ( Rússia), Anna Fox ( Inglaterra), Danila Tkachenko ( Rússia), Graeme Williams ( África do Sul),   Helene Jayet ( França), Kate Fichard ( França), Selim Harbi ( Tunísia), Tatewaki Nio ( Japão) e do Projeto MAPA ( Brasil).  A entrada para a exposição é gratuita, e o parque está aberto de terça a domingo, das 6h às 18h.

FIF 5_internet
Spitting, Anna Fox. Colaboração de Andrew Bruce. Foto: © Ana Oliveira.
FIF 4_internet
Colored Only – Chin up!, Jayet Helene. Foto: © Ana Oliveira.

Obras que fazem parte da Grande Exposição também podem ser conferidas no Museu Mineiro e no Memorial Minas Gerais Vale. Segundo o FIF, a mostra busca problematizar a relação entre as imagens que produzimos e consumimos e o contexto político do Brasil e do mundo.

FIF 3_internet
Neo – andina, Tatewaki Nio. Foto: © Ana Oliveira.
FIF 2 _internet
Restricted Areas, Danila Tkachenko. Foto: ©  Ana Oliveira.

Além da exposição, a  3ª Edição do Festival Internacional de Fotografia de Belo Horizonte também conta com palestras, oficinas, maratona fotográfica e outras atividades. O evento acontece até o dia 30 de julho. Para conhecer a programação completa, clique aqui.

Serviço

Grande Exposição Internacional do FIF 2017 – Parque Municipal

Data: de 23 de julho a 3 de setembro

Local: Parque Municipal Américo Renné Giannetti – Av. Afonso Pena, 1377 – Centro, Belo Horizonte – MG

 

Anúncios

Audrey Tautou, de ‘Amélie Poulain’, se lança como fotógrafa

Os cliques da atriz podem ser conferidos pela primeira vez em festival na França; veja algumas das fotos da artista

audrey_p
Autorretrato de Audrey Tautou. Atriz francesa tem se aventurado pelo universo fotográfico.

28 de junho de 2017 – Fotografia 

Foi ainda na infância que Audrey Tautou estabeleceu seu primeiro contato com a fotografia. A menina Tautou admirava Dian Fossey,  popular zoóloga americana, e sonhava com a possibilidade de uma vida cheia de aventuras na qual pudesse fotografar a vida selvagem.  Mas foi com o sucesso de ” O Fabuloso Destino de Amelie Poulain”, filme de 2001 que fez da atriz uma celebridade mundialmente conhecida, que a fotografia surgiu na vida de Tautou como válvula de escape. Fotografar se tornou para ela uma forma de lidar com o estrelato e Tautou desenvolveu o hábito de tirar fotos de jornalistas após sessões de entrevistas. Desde então, e já passados mais de 15 anos, a arte de fotografar foi se tornando cada vez mais indispensável para ela, conforme entrevista publicada pelo The New York Times. Agora, pela primeira vez, a artista vai apresentar seu trabalho fotográfico ao público. A exposição “ Audrey Tautou: Superfacial” faz parte da programação do Rencontres d’Arles festival, em Arles, na França.

img34_p
Sem título, Audrey Tautou.

A exposição tem quatro núcleos principais. Há fotos de jornalistas que a artista tirava após as sessões de entrevista, fotos do reflexo dela em espelhos, imagens mais elaboradas, na qual a artista produziu o cenário e montou personas, e uma espécie de making of capturado por duas câmeras que automaticamente registravam os movimentos da artista enquanto ela montava os cenários para as fotos das personas ( as câmeras usavam um sistema de gatilho infravermelho sensível ao movimento).

2017-taut-cat01-1
Sem título, Audrey Tautou.

Tautou cita como influência Nan Goldin, Francesca Woodman, André Kertész, Martin Parr e Brassaï.

audrey_tautou_3_0
Sem título, Audrey Tautou.

A fotografia reapareceu na vida de Tautou como uma forma de ajudá-la a enfrentar o desafio do estrelato. Durante muito tempo, nem mesmo amigos íntimos da atriz sabiam de seus projetos fotográficos. Após anos vivenciando tal arte no anonimato, ela agora optou por compartilhar também essa forma de expressão artística com o público.

Audrey Tautou: Superfacial” está em exposição no Rencontres d’Arles festival, em Arles, França, de 3 de julho a 24 de Setembro.